realização:
Fundação EDUCAR DPASCHOAL
DPASCHOAL

notícias - fique por dentro



Educação para empreender na vida


Economizar, negociar, empreender, são palavras da atualidade. Profissionais das mais diversas áreas se adequam a essa realidade, uma tendência mundial. Surge a necessidade de preparar crianças e adolescentes para sobreviver ao novo modelo. Com uma metodologia pedagógica inovadora, a escola de inglês Open Doors insere no dia a dia, noções de empreendedorismo para os alunos. Para incrementar a proposta e dar maior veracidade à situação, a instituição criou uma moeda própria, utilizada em suas dependências, a “Bud”. 

“Bud” é uma expressão norte americana utilizada entre jovens para a comunicação coloquial, na gíria brasileira seria o mesmo que “cara”. No caso da moeda, impulsiona os alunos a se empenharem nas atividades acadêmicas escolares e a interagirem uns com os outros. A coordenadora pedagógica Priscila Macedo explica como funciona o sistema monetário. “Os alunos têm uma conta virtual em que o dinheiro é depositado. Eles usam a moeda em eventos da escola. Para tal, fazemos promoções de produtos da lanchonete que podem comprar com esse dinheiro fictício. Bem como fazemos rifas de objetos, já rifamos uma máquina fotográfica e o próximo produto será uma camiseta”, declara. 

A Escola promove eventos do calendário americano como o Halloween, Valentines´Day, Saint Patrick’s Day. Além das comemorações habituais, têm diversas atividades como o Spelling bee, Garage sale, Cooking club, Music club, entre outros, onde os estudantes utilizam as Buds. O Garage sale faz muito sucesso entre os estudantes e é o momento mais propício para que eles coloquem em prática o que aprenderam de empreendedorismo. Podem participar como uma empresa, profissional autônomo, ou mesmo com a venda de serviços. Para tal, também se encarregam de criar uma identidade visual de seus negócios, criam a campanha de marketing, calculam a margem de lucro e analisam a viabilidade da empresa que vão montar. 

O aluno Luca Martins declara que “essa atividade é muito legal. Na última, lucrei 180 Buds com a venda de chocolates. Embora eu quisesse mesmo era fazer Milk Shake na hora para vender, minha mãe disse que não daria certo, pois faria muita bagunça. Eu agora estou economizando para gastar no próximo evento tudo que acumularei nesse semestre”. Luca acrescenta que teve a experiência de formar algumas empresas e também já atuou como profissional autônomo na atividade. “Na experiência como profissional autônomo, vendi revistas de Mangá que não iria mais ler, já no próximo Garage Sale vou adquirir novos vídeo games”. 

Acumular Buds exige trabalho dos estudantes. Eles precisam seguir critérios de comportamento, como ter assiduidade, pontualidade, não esquecer o material escolar e, falar sempre em inglês. Os professores anotam o desenvolvimento do aluno, verificam os pontos acumulados e transformam-os em moeda. O dinheiro é guardado na conta virtual de cada um. 

A professora Julien Rose afirma que a moeda causou mudança na conduta dos adolescentes. “A Bud trouxe uma competição saudável entre os estudantes. Desde o primeiro semestre eles ficam empolgados, perguntam se vão ganhar a moeda. Essa proposta gera um empenho melhor de todos”. 

Fonte: http://tribunadonorte.com.br/noticia/educacao-para-empreender-na-vida/182005



outras notícias

notícias – fique por dentro
 
 
home | blog | fale conosco | mapa do site - Empreender com Valores - website: homembala